sexta-feira, 4 de março de 2016

Poema-A Doçura de Um Anjo

 photo AngelManComfortsWoman_zpsqsg7sjxw.gif

A Doçura de um Anjo

Perdida entre as asas de um anjo.
Não consigo distinguir o que é real.
Perdida na doçura de um encanto.
Arrepio-me ao sentir um estranho
sopro em meu pescoço.
Mas me surpreendo na curiosidade
que mostra o meu corpo.
Presa na tortura de uma razão.
Vencida pelos meus desejos.
Estou presa entre doçura e lágrimas.
Estou presa entre amor e ódio.
Presos entre sorrisos e lágrimas.
Amarrados por nossos corações.
Que vá embora a saudade que me domina.
Que vá embora encontrar seu destino
E venha mais uma vez iluminar o meu caminho.
Mostre-me a paz que eu vejo em meus sonhos.
Perdida nas carícias de um anjo.
Surpreendo-me no desejo que mostra o meu corpo
Quando sinto o teu sopro no meu pescoço.
Surpreendo-me ao me entregar às carícias de uma loucura.
Sinto em meu corpo a tortura do meu subconsciente.
Amarrada aos braços de um anjo.
Entrego-me a uma loucura.
E que se vá as razões que ficam a me dominar.
Estou presa na doçura de um anjo.

Isabel

Sem comentários:

Enviar um comentário